Forum Historiae 
José Luís Peixoto
José Luís Peixoto

“Explicação da eternidade”
Devagar o tempo transforma tudo em tempo.
O ódio transforma-se em tempo,
O amor transforma-se em tempo,
A dor transforma-se em tempo.
 
Os assuntos que julgávamos mais profundos,
Mais impossíveis, mais permanentes e imutáveis,
Transformam-se devagar em tempo.
 
Por si só, o tempo não é nada.
A idade de nada é nada.
A eternidade não existe.
No entanto, a eternidade existe.
 
Os instantes dos teus olhos parados sobre mim eram eternos.
Os instantes do teu sorriso eram eternos.
Os instantes do teu corpo de luz eram eternos.
 
Foste eterna até o fim.
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
1


Partilhe esta Página

“A história me precede e se antecipa à minha reflexão. Pertenço à história antes de pertencer a mim mesmo”.

RICOEUR, Paul. Interpretação e ideologias. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves Editora S.A., 1977, p. 39.

 

 

Follow me on Academia.edu