Forum Historiae 
Helena Kolody
Helena Kolody

“Antes”

 

Antes que desça a noite 
imprimir na retina
os rostos amados, 
o sol 
as cores 
o céu de outono
e os jardins da primavera.
Inundar de sons 
de vozes 
e de música eterna
os ouvidos 
antes que os atinja
a maré do silêncio.


 

"Abismal"

Meus olhos estão olhando
de muito longe, de muito longe,
das infinitas distâncias
dos abismos interiores.
Meus olhos estão a olhar do extremo longínquo
para você que está diante de mim.
Se eu estendesse a mão, tocaria a sua face.


"Auto-análise"

Sob a intensa luz da cena
e na plateia em penumbra,
vivo e me observo a viver.
(De quem o amargo sorriso?
Quem sonha uma outra vivência?).
Quem soluçava em meu sonho,
tão perto que me acordou?


"Difícil"

Cavar na rocha o escuro
degrau de cada dia.
Sangrar, mas não ceder.


"Antes"

Antes que desça a noite
imprimir na retina 
os rostos amados,
o sol
as cores
o céu de outono
os jardins da primavera.

Inundar de sons
de vozes
e de música eterna
os ouvidos
antes que os atinja
a maré de silêncio.

Conquistar os pontos culminantes da vida,
antes que se esgote
o prazo de permanência
em seu território sagrado.

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese




ONLINE
1


Partilhe esta Página

“A história me precede e se antecipa à minha reflexão. Pertenço à história antes de pertencer a mim mesmo”.

RICOEUR, Paul. Interpretação e ideologias. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves Editora S.A., 1977, p. 39.

 

 

Follow me on Academia.edu